MARCELO CALDI I sanfona

O acordeonista, pianista, compositor, arranjador e cantor Marcelo Caldi é um dos músicos mais virtuosos de sua geração. Desenvolveu linguagem própria, que sintetiza suas variadas influências: passa do piano clássico à sanfona nordestina, e dos tangos de Piazzolla aos choros de Sivuca e Dominguinhos. Filho da pianista argentina Estela Caldi, transita com versatilidade entre música de concerto e popular. Fez arranjos sinfônicos interpretados por Elba Ramalho e pelas orquestras sinfônicas Petrobras, de Barra Mansa e do Recife, lançou o livro e disco Tem sanfona no choro (2012) e, em 2015, compôs Alma carioca, uma peça inédita para a Orquestra Petrobras Sinfônica, em homenagem aos 450 anos do Rio de Janeiro. Atuou ainda como solista em concertos com as sinfônicas Petrobras, OSBA, UFF e do Recife. Apresentou-se ao lado de grandes artistas como Gilberto Gil, Elba Ramalho, Chico César, Yamandu Costa, Hamilton de Holanda, dentre outros. Viaja realizando workshops, oficinas e palestras sobre temas como educação musical e sanfona brasileira em vários festivais do Brasil e exterior. Como arte-educador, Marcelo Caldi idealizou e dirige a Orquestra Sanfônica do Rio de Janeiro que, formada por 15 estudantes de acordeom, executa peças autorais e consagradas da música brasileira.

The accordionist, pianist, composer, arranger, and singer Marcelo Caldi is one of the most virtuosic and versatile musicians of his generation. He developed an individual style that synthesizes various influences, from the classical piano to the sanfona of northeastern Brazil, from the tangos of Piazzolla to the choros of Sivuca and Dominguinhos. The son of the Argentine pianist Estela Caldi, he moves with ease between the concert and popular repertoires. His orchestral arrangements have been featured in performances by Elba Ramalho and by the Orquestras Sinfônicas Petrobrás in Barra Mansa and Recife. He is the author of the book and disc combo, Tem sanfona no choro(2012), and in 2015 composed Alma carioca, a work written for the Orquestra Petrobrás Sinfônica to commemorate the 450 years of the city of Rio de Janeiro. Marcelo has performed as soloist in concerts with the Sinfônicas Petrobrás, the OSBA, UFF, and Sinfônica do Recife. He has also performed with artists such as Gilberto Gil, Elba Ramalho, Chico César, Yamandu Costa, and Hamilton de Holanda, among others. He has presented workshops, clinics, and lectures on subjects such as music education and the Brazilian accordion (sanfona) at various festivals in Brazil and abroad. As an art educator, Marcelo Caldi created and directs the Orquestra Sanfônica do Rio de Janeiro, an ensemble of 15 accordion students that performs iconic works from the Brazilian repertoire.

©2023 por Caixa de Música Produção para as Artes